sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Não é você, sou eu

É no computador que trabalho.
É no computador que me divirto.
É no computador que sorrio.
É no computador que choro.
É no computador que tenho visto os horrores que me fazem sofrer tanto.
E sentada, hoje, me dei conta:
o contrário dessa morte
é que a vida é lá fora.


Nenhum comentário: