quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Color me, myself and I

De minha diminuta participação no mundo, aqui nessa cadeira e nessa minha casa, posso dizer: eu acredito no poder do belo, eu acredito no poder das cores. Desde sempre. Sempre desenhei, sempre achei que as cores pulsam, falam, cantam, desenhar, criar, costurar, trabalhar - sou Publicitária e Designer - me desopila, me ajuda - minto, me permite - viver.


Mas na vida a gente faz escolhas e eu não tive como escolher viver da arte pura.
Mas tem gente que tem e quando eu olho pra Katie, eu vejo que ela tem aquele calor feliz, aquela felicidade incontida que pinga pelo mundo, através de suas obras e através dela mesma.


Talvez eu ainda consiga viver como Katie. Um pouco eu já vivo. Da mesma matéria que ela, somos.
O Color me, Katie vale demais a visita.

Um comentário:

sobrefatalismos disse...

Estou dando uma olhada. Também enfatizo e meio que "venero" as pessoas que vivem da arte, puramente da criatividade que exercem e compartilham. Vivem de verdade, em suma.
Abraços.