quarta-feira, 15 de junho de 2011

Vamos à Marcha, Vagabundas, com muito orgulho



Há momentos em que o manifesto precisa ser descarado. Precisa gritar, precisa extrapolar. Numa realidade em que tantas mulheres ainda são vitimadas por sua condição de gênero, em pleno século XXI,isso é ainda mais justificado.
Não há nada, porém, que justifique a transposição da barreira individual de um ser, qualquer que seja ele. Precisamos aprender, após mais de vinte séculos esse precioso e básico procedimento: todo sêr tem direito sobre sua existência. Ele não é um objeto em nenhuma circunstância, mesmo que se coloque em uma situação de aparente objetificação, ou seja, mesmo a mulher ou o homem que vende seu corpo, não dá ao outro o direito sobre a sua existência, sobre seu corpo, sobre sua consciência.

Infelizmente, muitas pessoas acreditam existir atenuantes para o avanço sobre a individualidade, principalmente física, do outro. Mas é preciso que isso pare. E para parar é preciso que se pense nisso, se absorva a ideia e o comportamento do respeito ao outro.

Então vai acontecer a MARCHA DAS VAGABUNDAS em BH. Já aconteceu em outros lugares do mundo e graças a Deus, tem acontecido por aqui. Sim, VAGABUNDAS. Porque NADA, definição, nem qualificação nenhuma justifica o abuso do poder, da força, da circunstância. TODOS merecem ter sua individualidade respeitada, seu espaço preservado do toque que seja, que aconteça sem a permissão do indivíduo. Estando ele alerta, preparado, ou dormente, inconsciente, desacordado ou bêbado. Sim, a condição do outro não pode ser a desculpa para os nossos atos. Os nossos atos é que nos qualificam ou desvirtuam.

A Marcha vai acontecer neste sábado, dia 18, com início marcado para às 13 horas. A CONCENTRAÇÃO É NA PRAÇA DA RODOVIÁRIA. Depois ela se dirige à Praça da Estação, passando pela Guaicurus. Lá, se junta à Marcha da Liberdade.

O movimento conta com a participação voluntária e para que ele aconteça há algumas demandas:

PERFORMANCE
Vai acontecer uma performance, que conta com as pessoas que se voluntariarem. Trata-se de uma proposta bem simples, sem nenhum tipo de exposição indevida. Quem desejar participar, por favor, entre em contato pelo e-mail slutwalkbh@gmail.com para saber dos detalhes.

COLCHA E BEIJO
Vai ser confeccionada uma colcha de retalhos com a digital da mão e um beijo de cada manifestante. Então, NO DIA, LEVEM um retalho de pano que caiba o tamanho da sua mão e um beijo! E cada qual com seu batom, de preferência vermelho. Obs.: Gloss não fixa no tecido, portanto, batom é melhor!

REGISTRO AUDIOVISUAL E MÃO DE OBRA PARA CARTAZES
Quem puder colaborar, por favor, entre em contato pelo e-mail slutwalkbh@gmail.com. http://www.blogger.com/img/blank.gif

Às organizadoras Hortênsia Ribeiro e Débora Vieira, mais uma vez muito obrigada pela coragem, pela nobreza e pela disponibilidade.

Visitem!
Blog do Movimento: slutwalkbrasil
Leitura recomendada: Isso não é um convite para me estuprar.
Participe do evento no Facebook: Slut Walk - BH

Nenhum comentário: