terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Reflexo

Tenho referenciado muito. Pareceria pobreza, se eu não achasse extremamente belo ver replicados tantos pensamentos: é um bom sinal saber que existe mais de um exemplar de uma coisa. Significa que ela existe.
Ela (a pessoa) pode gostar da idéia que ela faz de você. E quando, em algum momento, a realidade entra em conflito com essa idéia, ela se decepciona e fica remoendo na cabeça dela todas as coisas que você deveria ter feito, de acordo com o que ela imagina ser o certo, é claro. Enfim, tem muito pouco a ver comigo ou com como eu sou, e sim com o que está dentro da cabeça das pessoas. Se elas querem me imaginar, e me supor, e ficarem putas por não ser do jeito que elas gostariam que eu fosse, eu realmente não posso fazer nada. Eu não consigo ser nem do jeito que eu gostaria de ser...
(Noites estreladas, orelhas mutiladas)

Nenhum comentário: