terça-feira, 2 de junho de 2009

FREEDOM

(ou, quando , como nos sonhos, somos todos e somos o mesmo, em todas as situações)
- Como foi?
- Terrível.
- É. Ok... Isto aqui é pra você.
- Por que você está me dando suas chaves da clínica?
- Não estou te dando minhas chaves da clínica. Estou te dando a clínica.
- O quê?
- Eu tenho tido a visão do todo*. Eu amo a clínica, eu amo o que ela significa. Eu amo o que ela é.
Mas eu não amo tanto quanto eu amo a cirurgia;
Não amo isso tanto quanto amo ser chefe dos residentes;
Não tanto quanto eu amo meu marido e meu filho;
Eu tenho tido a visão do todo, mas não posso fazer tudo e ainda ter tudo.
Então eu tenho que me livrar de alguns pedaços.
Esse pedaço é o seu pedaço.
Tenho assistido você merecer esse pedaço de uma maneira difícil, da maneira ruim, sabendo que posso entregar a clínica para alguém como você. Você se tornou uma boa médica, Izzie Stevens.
- Muito obrigada.
- A Denny Duquette Memorial Clinic está em suas mãos. Me faça orgulhosa disso.
* Tradução mais próxima que meu entendimento conseguiu produzir de: I have seen the big picture.
(Grey´s Anatomy, décimo sétimo episódio da quarta temporada, intitulado “Freedom”.)

Nenhum comentário: