terça-feira, 21 de abril de 2009

Mea culpa com presente

O twitter está me deixando com a impressão de que as pessoas são rasas
(não consegui decifrar o teor dessa frase, nem sei nem como acentuá-la: !!! , ??? , !?!?!? , ..., não sei se é uma descoberta tardia, precoce, se é de verdade ou não)

Então, mais uma vez eu celebro sempre que encontro blogs ótimos. Peço perdão se todos expressam pensamentos como os meus. Não peço perdão por ainda fazer textos longos em tempos de twitter. Lamento que o seu tempo seja "curto" justamente quando, inclusive nesse minuto, os relógios funcionam normalmente e o dia, até ontem pelo menos, tinha as mesmas 24 horas que o de todos os que habitam esta santa terra de Nosso Senhor.

Eu costumo acreditar nas pessoas que considero inteligentes (e se eu não as acho dignas de nota, não importa o quanto bradem, eu não sigo nem orientação no trânsito).
Aí que a dona do Chilique no Chiqueiro citou o Até aqui tudo bem. E, meu amigo, a frase de cabeçalho da moça (eu ODEIO que me chamem de moça) é:
É a história de um homem que cai de um prédio. Enquanto cai, ele repete para se acalmar: até aqui tá tudo bem, até aqui tá tudo bem, até aqui...

Até agora eu estou aterrada pela imensidão que coube numa frase tão pequena. Precisa de mais argumento pra justificar a visita?

Ah, ela indicou outros dois que vão pra lista (e eu descobri que eu leio mais pela colunas dos meus blogs do que pelo Google Reader:
O Blog da Marjorie
O sítio do Sérgio Léo

Nenhum comentário: