quinta-feira, 19 de março de 2009

É porcaria que não alimenta

Eu ainda questiono qual a melhor solução (ou ação) de desprezo por alguma coisa: simplesmente não mencioná-la, para que assim caia no esquecimento; enxovalhá-la pelos quatro ventos e incentivar que os outros façam o mesmo.
Por via das dúvidas, faço o segundo nem que seja para desabafar: impressionante o mau gosto e o despreparo da campanha nova desse produto. Por vários motivos. Que infeliz ainda não sabe que o público homossexual é dos mais consumistas e
dos mais engajados? Que infeliz ainda acha bonito incentivar brincadeirinhas com fundinho de preconceito e segregação mesmo que baseada em piadinha? Que infeliz tem a capacidade de propôr um nível tão baixo de discussão e de mote para identificação de um produto na mente dos consumidores? E que marca tem a infelicidade de aceitar essa coisa medíocre?
Taí a resposta:

Um comentário:

Jack disse...

Não gostava de Doritos, sem motivo. Até ver esse vídeo. To com você: absolutamente ridículo. No forum abaixo do vídeo no youtube o pessoal tá descendo a lenha. Dá uma olhada.

Ah, aproveitando, quero te agradecer. Fico honrado por estar na sua lista de blogs. Valeu mesmo! (Espero seus tops e comentários lá, viu?)