terça-feira, 4 de setembro de 2007

TSÁ? (in memorian of Katy#1 e Katy#2)

O Papel pobre acabou. Por um instante em minha vida eu achei que ele era duro com as pessoas, por mostrarem suas características mundanas, que todo mundo tem, até as celebridades, porque não. Mas o Papel Pobre tinha algo mais. Ele "umidificava" de alegria e humor os meus dias. Do jeito que só uma, digo, duas travas podem fazer. Porque, quer saber? Desbloqueio de Ipod e celulite da Britney são ambas notícias absolutamente voláteis e com um valor restritíssimo no tempo. Ambas figurarão na história com o tamanho de um pixel. Com a diferença de que quando eu li sobre a segunda, eu ri.
****************

Então eu vou fazer meus próprios "prestenção". Sim, Zé do Caixão e eu. (Diga não à rima pobre.)


Por exemplo, a Capricho, que eu me lembre da minha distante adolescência, é uma revista pra mocinhas. Estão lá pequenos "suportes" para aqueles enormes problemas da puberdade (todas as minhas amigas têm cabelo liso, menos eu. O que fazer?). Mas no fundo a revista dá um certo apoio, tem um editoria que no mínimo deve ter o mínimo de ética.
Agora me diga, o que leva uma editoria a colocar a PARIS HILTON na capa??? Ela ACABOU DE SAIR da cadeia, por dirigir embriagada! E não foi uma vez só não! Só falta no contra capa ter propaganda da Souza Cruz!

2 comentários:

Kenji disse...

rosi

vc é adulta. vc acha que as pessoas precisam ter responsabilidade

sob a ótica da leitora aborrescente de capricho, ela acha vc uma chata. e a paris hilton o máximo

;-)

Débora disse...

Parece que em nossa país dinheiro, bunda, peito e corpinho sarado e popularidade é sinônimo de bom caráter!!

Como já diz a letra: O mundo está ao contrário e ninguém reparou".

Beijos e parabém pelo blog

Débora Dallia
www.debora.dallia.zip.net