quinta-feira, 12 de abril de 2007

Vivendo e aprendendo II

Fui no Ração das Letras e descobri uma letra de música que fala demais o que eu estou sentindo hoje (Coincidentemente, também resumiu o que o Halem também sentiu).
Um dia um cara me contou uma coisa que fez de dia a minha vida: se numa mesa tem 4 pessoas e 1 palhaço e nenhuma das outras 3 pessoas é o palhaço, caríssimo, o palhaço é você.
Hoje eu saquei que o palhaço sou eu. A otária sou eu. A otária de todo mundo que eu achava que era chegado, colega, gente boua. A eles a minha homenagem:

Eu sou melhor que você

"Todo mundo acha que pode, acha que é pop, acha que é poeta
Todo mundo tem razão, sempre vence e na hora certa
Todo mundo prova sempre pra se mesmo que não há derrota
Todo homem tem voz grossa e tem pau grande
E é maior do que o meu, do que o seu, do que o de todos nós

Todo mundo é referência e se compara só pra ver quem é melhor
Todo homem é mais bonito do que eu, mas eu sou mais que todos
Todo mundo tem suingue, é forte, é feliz e sabe sambar
Todos querem mas não podem admitir a coexistência do orgulho e do amor porque

Eu sou melhor que você!

Todo mundo diz que sabe e quando diz que não sabe é porque
É charmoso não saber algo que todo mundo já sabe como é
Porque todo mundo é original, é especial, é o que todos queriam ser
Não basta ser inteligente; tem que ser mais do que o outro pra ele te reconhecer
Porque
Todo mundo ganha grana só pra dizer que ela não vale nada
Todo mundo diz que é contra a violência e sempre dá porrada
Todos querem se apaixonar sem se arriscar, nem se expor, nem sofrer
Todas querem vida fácil sem ser puta e com reputação se reprimem e começam a dizer

Eu sou melhor que você!
...Mas por favor fique comigo que eu não tenho mais ninguém."

Composição de Maurício Pacheco, no disco Mulheres Que Dizem Sim, da banda carioca homônima (Warner Music, 1994)

Um comentário:

Ludmila disse...

Rosi, os otários somos nós. :-( Por isso que a gente tem que encontrar meios de extravasar. Seja como for. ;-)