segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

Presentão de Natal

Aumento polêmico beneficia deputados da crise do mensalão
Publicidade
SILVIO NAVARRO
FERNANDA KRAKOVICS
LETÍCIA SANDER
da Folha de S.Paulo

O polêmico aumento de 91% no salário de deputados e senadores beneficiará ao menos três ex-parlamentares que deixaram a Câmara no ano passado acusados de envolvimento no escândalo do mensalão.

Afastados da Casa e aposentados há um ano, Roberto Jefferson (PTB-RJ), José Borba (PMDB-PR) e Pedro Corrêa (PP-PE) também terão direito ao reajuste em seus vencimentos a partir de fevereiro.

Isso porque, do montante extra de R$ 157 milhões que sairão dos cofres públicos para custear os salários dos parlamentares na próxima Legislatura, R$ 67,3 milhões (43%) serão desembolsados para elevar os pagamentos de deputados aposentados, pensionistas e com a contribuição patronal à Previdência Social. O restante, R$ 89,6 milhões, refere-se a parlamentares da ativa.

Nenhum comentário: