quarta-feira, 28 de junho de 2006

O segredo de Brokeback Mountain



O filme conta a história do romance de dois cawboys que se conhecem trabalhando juntos nas Montanhas de BrokeBack e do rumo de suas vidas, que seguem paralelas ao romance.
A direção de atores é firme e bem trabalhada o que também é um fator de peso no filme.
O diretor Ang Lee tem um tempo cinematográfico oriental, lento, mas com tomadas significativas e de um apuro visual que muitas vezes acrescenta intensidade à trama.
O que agrega valor à história é justamente o tempo do cinema de Ang Lee. Porque O Segredo de Brokeback Mountain se sustenta muito mais pelos silêncios que pelo diálogo, muito mais pela referência visual do que pela coisa dita. E que em certo sentido, deixa vagar a idéia do segredo, do contido, do não revelado. De modo que ao fim do filme fica a impressão de que todos em volta são espectadores, atores e paisagem. Porque tudo a volta só serve de pretexto para o encontro dos dois enamorados, encontro que vai se tornando cada vez mais raro e mais doloroso, com o passar do tempo.
O Segredo de Brokeback Mountain é uma história de amor. Ou melhor, sobre o amor que envolve as vidas de pessoas diferentes, as aproxima, mas não as poupa de seus próprios dilemas. Valer-se de um casal homossexual potencializa algumas questões como a liberdade do amor, a diferença de visão sobre como enxergar a vida e suas dificuldades.
O único pormenor que não deixa o filme mais próximo da perfeição está numa questão que é a princípio simples, mas de difícil solução, por demandar trabalho e muita sensibilidade, raros no cinema atual: a história não se basta. Não se basta no sentido de que fica ao fim do filme aquela sensação de porque ele veio. O que fica de Brokeback? O que levamos dele? Ao que parece a sutileza de Ang Lee foi tanta que não deixou pesar o que era pesado, ou seja, a dor, a dor que cada personagem carrega e que acaba por impedir enfim o amor.

2 comentários:

Kenji disse...

ah não rosi

ce rimou dor e amor no final

não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não não

;-)

enquanto dá disse...

foi sem querer :(