quarta-feira, 22 de fevereiro de 2006

Se ajuda

Ontem no programa Brasil das Gerais a pauta era “Os livros de auto-ajuda ajudam?”. Entre os convidados dois motivos contrastantes de meu interesse: Antônio Roberto e Luli Radfahrer.
Antônio Roberto é aquela figura que de tanto não ter sex appeal nem lógica, nem didática e mesmo assim apresentar-se como Conselheiro, configura-se num amontoado absurdo de non sense.
E o Luli que eu já amava por causa das suas idéias a respeito do Design, conseguiu que eu o amasse mais. Primeiro por que foi a primeira vez que eu vi sua pessoa, segundo porque além de tudo, ele é inteligente e claro. Sim, não se assustem com o visual de videomaker-faço-arte dele. Ele sabe das coisas. Bem, ele é professor da USP. E terceiro porque ele fechou o programa assim “querido telespectador, se você realmente quer se ajudar não leia auto-ajuda leia Sêneca, está tudo lá.”
Tsc, xonei.

Um comentário:

rOXER disse...

Ai ninguém mERECE aNTÔNIO rOBERTO!
mINHA tIA é fan dele, tadinha...
uM bUXO!!!
bEIJO...